quinta-feira, 22 de maio de 2008

De decisivo a fracassado

Sempre me disseram que o São Paulo era um time de decisão, que adorava uma Libertadores. Não foi isso que eu vi ontem. Será que uma equipe que gosta tanto de jogos mata-mata e que tem tanta experiência nesses torneios tomaria gols tão infantis como os que o tricolor paulista levou? Normalmente não, mas foi o que aconteceu.

O São Paulo havia vencido a primeira partida em casa, era favorito (não pra mim), e obrigava o Fluminense a vencer o jogo decisivo por dois gols de diferença no mínimo. O que aconteceu? O time de Muricy falhou em momentos importantes e perdeu o jogo por 3x1. Novamente eliminado da tão cobiçada Copa Libertadores.

Aliás, há alguns anos a equipe do São Paulo não ganha nenhum torneio no sistema mata-mata, pra ser mais exato, desde 2006 quando Muricy Ramalho assumiu a equipe campeã mundial até então. A partir daí o tricolor disputou seis campeonatos desse tipo e perdeu todos, entre eles: dois Paulistas, três Libertadores e uma Sul-Americana.

Em 2006 Muricy Ramalho chegou ao São Paulo com o status de melhor técnico do Brasil. Porém, a equipe demorou para engrenar e terminou na vice liderança do Campeonato Paulista (por pontos corridos até então). Na Libertadores o time estava bem, e a cada fase que passava era mais favorito ao título. Mas, na final o tricolor encontrou pela frente o Internacional, e a história foi diferente. No primeiro jogo Rafael Sóbis brilhou no Morumbi e fez os dois gols que deram a vitória por 2x1 para o time gaúcho, no Beira Rio, o empate por 2x2 deu o título ao Internacional. Primeiro tropeço.

O ano de 2007 começou positivo para o São Paulo, atual campeão brasileiro (por pontos corridos) e apontado por muitos como favorito a levar títulos. No Campeonato Paulista uma ótima campanha levou o tricolor até as semifinais contra o São Caetano. Na primeira partida 1x1, e tudo levava a crer em uma vitória são paulina no segundo jogo. Porém, todos foram surpreendidos com uma sonora goleada aplicada pelo Azulão: 4x1, e novamente o tricolor caía em um mata-mata.

Restava ao time de Muricy a Copa Libertadores, mas no meio do caminho havia outro time brasileiro, São Paulo e Grêmio fariam um dos jogos das Oitavas de final. No Morumbi vitória do time da casa por 1x0, "rumo ao tetra", pensavam os são paulinos, mas novamente decepcionando seus torcedores o tricolor paulista foi derrotado. Terceiro tropeço, e Muricy Ramalho poderia ser demitido a qualquer momento.

Após uma pequena crise e com Muricy ainda como técnico, o São Paulo passou a focar o Brasileirão, mas no meio disso havia mais um campeonato: a Copa Sul-Americana. Porém sem dar muita importância ao torneio o tricolor perdeu os dois jogos para o Milionários da Colômbia e foi eliminado. Mais um mata-mata sem título.

Chegamos em 2008, São Paulo bi-campeão brasileiro e super reforçado com Adriano e Carlos Alberto(ambos tentando recuperar o bom futebol), novamente favorito aos títulos. Depois de muita polêmica envolvendo seus reforços, o tricolor consegue a classificação para a semifinal do Campeonato Paulista, pela frente o renovado Palmeiras de Vanderlei Luxemburgo. Pela primeira vez em muito tempo o favoritismo não era são paulino. No primeiro jogo vitória do São Paulo por 1xo em uma brilhante atuação da equipe. Dessa vez parecia que tudo daria certo, porém, na segunda partida o Palmeiras jogou melhor e conseguiu reverter o placar adverso vencendo por 2x0 e se classificando à final. Novamente o tricolar era derrotado em um mata-mata.

A Libertadores desse ano passou a ser ainda mais focada pelo elenco são paulino. Mesmo jogando mal na primeira fase o time conseguiu passar graças ao bom futebol de Adriano que fazia a diferença. Nas oitavas de final a equipe eliminou o Nacional(URU) jogando bem e convencendo. Mas novamente um time brasileiro entrou no caminho do São Paulo, e dessa vez era o Fluminense.

A expectativa para o jogo foi enorme, e no Morumbi o tricolor não decepcionou, jogou bem e venceu por 1x0 com gol de Adriano. A classificação estava nas mãos são paulinas. E ontem tivemos o capítulo final dessa recente história de fracassos do São Paulo.

No Maracanã lotado o time de Muricy Ramalho errou demais e acabou eliminado aos 47 minutos do segundo tempo, quando Washington fez o terceiro gol do Fluminense e decretou a vitória e a classificação do tricolor carioca. Sexta eliminação em seis mata-matas diputados, estranho isso para um time que consideram forte nesse tipo de campeonato!

A verdade é que desde a chegada de Muricy Ramalho o São Paulo nunca mais venceu nenhum torneio desse tipo. Coincidência? Talvez
Mas hoje, a única coisa que se pode dizer desse time é que incomoda, mas decidir que é bom..nada!!!


Não poderia deixar de falar...

O Melhor time do Mundo
Ontem, Manchester United e Chelsea fizeram uma das finais mais equlibradas de todos os tempos da UEFA Champions League. Na decisão por pênaltis deu Manchester. O time de Sir Alex Ferguson não só mereciao título como realmente é o melhor do mundo na atualidade.
Agora só falta saber quem será o vice-campeão do Mundial de Clubes desse ano, porque o campeão foi conhecido ontem. Parabéns ao Manchester!!!

Agora vai?
Terça-Feira o Botafogo derrotou o Corinthians no Engenhão por 2x1 pela Copa do Brasil. Será que dessa vez o fogãoi consegue chegar na final e levantar o caneco? O primeiro passo já foi dado.

O perigoso Boca Juniors
Mais uma vez mostrando sua força na Libertadores, o Boca de Riquelme, Palermo e Palácios atropelou o Atlas(MEX). Só no primeiro tempo o time argentino meteu 3x0 e se garantiu nas semifinais do torneio. Cuidado aos nossos times!!!

6 comentários:

Rodolfo Fonseca disse...

Coeso o raciocínio "histórico" das ultimas 6 competições, porém, não concordo com o relato sobre o jogo de ontem. O São Paulo não foi inferior ao Fluminense, que por sua vez não demonstrou um bom futebol. Digo mais, o tricolor do morumbi foi superior em momentos do jogo, mas não contávamos com duas falhas do grande e considerado goleiro, Rogério Ceni.
Coisas do Futebol!!!

Paulo César Cabral disse...

Ótimo texto, e muito coerente. Sobre o jogo de ontem, pelo que acompanhei da partida, acredito que foi uma disputada equilibrada. Em certos momentos do jogo, o Fluminense foi superior, já em outros momentos, o São Paulo pressionou bastante a equipe carioca e tinha dominío da posse de bola o tempo todo.

Bem, não considerei falhas gritantes do goleiro Rogério. Acho que ele até realizou excelentes defesas durante a partida, como no chute do lateral Gabriel no segundo tempo, que antes de chegar ao gol quicou no gramado, e exigiu reflexo apurado do goleiro tricolor. Já no gol de Dodô, reparem que a finalização do centroavante do Fluminense foi muito em cima do Rogério, e por isso mesmo, a bola acabou passando por debaixo das pernas dele. O Rogério esperava um chute forte, mas como o Dodô pegou errado na bola, a finalização foi rasteira, e acabou pegando R.Ceni desprevenido.

De qualquer maneira, o Fluminense mereceu a classificação, que poderia até ter sido mais tranquila, se o juíz tivesse expulsado o Fabio Santos, após duas agressões contra o argentino Conca.

Renato Cordoni disse...

Rodolfo, eu também não achei o Fluminense superior na partida. Na verdade os lances capitais da partida foram as falhas da zaga são paulina que por sinal foi muito mal. Quanto ao Rogério Ceni, foi o menos culpado nessa eliminação.

Coisas do futebol, qualquer um poderia ter ganho ontem no melhor jogo que vi esse ano aqui no Brasil!!!

Tiago Pereira disse...

Muito bom garoto.Ressaltou a incapacidade do São Paulo para os torneios mata-mata. Por essas e outras os tricolores eram chamados de amarelões, pipoqueiros etc.

Os são paulinos devem rezar ao São PontosCorridos, pois só assim para eles vencerem algo.

Quanto ao jogo de ontem venceu o melhor indiscutivelmente.
O São Paulo de um jogador só (Adriano) não merecia vencer um time que joga leve e solto como o Flu, que além da superioridade técnica se superou também na raça.
Parabéns Flu.

Patrícia Gomes disse...

Não vi o jogo ontem mas acompanhei uma parte pelo rádio, e pelo q ouvi e senti, foi q os jogadores do Flu jogaram com o coração nas pontas da chuteiras. O fim do jogo foi sem dúvidas eletrizante, com todo time carioca jogando no ataque e no fim isso deu certo, q acabou resultando no gol da classificação.

Clodoaldo Scar disse...

O velho "amarelão" do Morumbi esta de volta nos ultimos anos tirando o acidente de percurso na Libertadores de 2005 o tricolor não levou nenhum titulo no mata-mata é só pontos corridos nesse tipo de torneio temos que reconhecer eles estão ficando bons, até o paulistinha foi nos pontos corridos. Quanto ao Rogerio esse ano não e o ano dele.