quinta-feira, 15 de maio de 2008

E vai começar a feira!!!

- Olha a laranja um real!
- Tá barato, tá barato minha senhora!!!
- Moça bonita não paga mas também não leva!!!

A dona de casa que costuma frequentar a feira, deve estar acostumada com coisas desse tipo sendo gritadas o tempo todo, uma verdadeira competição pra ver quem faz o melhor negócio. Mas a pergunta é: O que tudo isso tem haver com o futebol? E eu respondo: Tudo!!!

É isso mesmo, todo ano é a mesma ladainha: vai começar o campeonato brasileiro, os favoritos são este, aquele, e claro que não podemos deixar de citar eles. Tudo isso não passa de um grande blá blá blá. O que ninguém se lembra ao falar desse assunto (e se lembram ignoram), é que se pra nós começa o melhor e mais importante campeonato do país, para os europeus é o início da feira livre de jogadores.

Tem pra todos os gostos: promessas de grandes craques como é o caso de Valdivia, Henrique, Hernanes, Thiago Neves e muitos outros por aqui, tem também os conhecidos como carregadores de piano, Pierre e Richarlyson são os maiores exemplos, os veteranos bons de bola geralmente vão pro oriente ganhar dinheiro e o que sobra aqui no Brasil? os garotinhos das categorias de base e jogadores comuns que quando se destacam vão pra Ucrânia, Rússia e outros países com muito dinheiro e pouca tradição no futebol. E pior ainda é saber que na grande maioria, sai tudo a preço de banana.

O fato é que isso já virou rotina por aqui. Equipes começam o campeonato de um jeito, disputam de outro e terminam totalmente diferentes do que eram. Isso pode até ter soado meio confuso, mas os torcedores muitas vezes não sabem a escalação do próprio time, pois ao longo da temporada vai sendo desmontado pelos milhões de euros vindos dos gigantes clubes europeus.

Muitos culpam o nosso calendário, que realmente é algo que acaba ajudando no êxodo dos nossos craques, mas outro grande fator de influência é a fragilidade financeira das equipes brasileiras. Afinal, que time não aceitaria uma proposta de 60 milhões de reais pelo seu melhor jogador? Essa eu respondo sem pestanejar: Nenhum. Qualquer clube aqui no Brasil venderia seu maior craque por essa quantia para quitar algumas dividas, coisa que é normal por aqui e gira em torno de alguns milhões.

Então como solucionar um problema tão grande, onde clubes e calendário brasileiro favorecem aos europeus? O primeiro passo é ter uma diretoria profissional e que pense no melhor para o seu time. Depois, torçamos para que um dia a CBF, do digníssimo Ricardo Teixeira (Tão digno não é?!), adeque o calendário do nosso futebol ao europeu, isso provavelmente não diminuísse o número de vendas, mas com certeza evitaria o desmanche de equipes no meio de um campeonato. O que já seria um grande passo.

Esse é um assunto que deve-se pensar bastante e executar com muita calma e planejamento. Não é da noite pro dia que mudarão essas coisas, seria muita falta de organização. O fato é que isso gera muita discussão, nem todos concordam com essas alterações e até que aconteçam, muita coisa ainda vai rolar. Quem sofre com tudo isso? Torcedores e times brasileiros que apesar de lucrarem com suas vendas, perdem todo ano no mínimo uma peça importante.

Ainda bem que nosso futebol é dinâmico e se renova com facilidade. Se em cada temporada saem 60 jogadores para a europa, revelamos 80 no Brasil. É claro que esses não são números exatos, a saída do Brasil é muito maior que isso e nossa capacidade de renovar times também é enorme. Pena que ficamos com jogadores menos maduros e com os maduros demais, esses já em fim de carreira.

Na verdade, o Campeonato Brasileiro não é conquistado pelo time mais regular e com o melhor elenco, é claro que isso também conta muito, mas o grande vencedor do Brasileirão, é aquele que conseguir vender menos e repor mais rápido e com qualidade. Infelizmente, essa ainda é nossa triste realidade.


Também não podia deixar de falar de...

São Paulo x Fluminense
Ontem as duas equipes se enfrentaram pelo primeiro jogo das quartas de finais da Copa Libertadores da América. No primeiro duelo a tradição no torneio e o Imperador Adriano fizeram a diferença para o Tricolor Paulista que acabou vencendo por 1x0. A segunda partida será no estádio do Maracanã semana que vem e o Fluminense só passa se vencer o jogo por dois gols de diferença.

Pintou o Campeão?
Pelas quartas de finais da Copa do Brasil, o Sport eliminou mais um dos favoritos ao título. Dessa vez quem sofreu com a força do rubro negro pernanbucano em casa foi o Internacional, que podia até empatar mas acabou perdendo por 3x1. O próximo adversário do Sport será o Vasco que venceu o Corinthians AL por 3x1. Na outra semifinal, o Botafogo que venceu o Atlético-MG por 2x0 irá enfrentar o Corinthians.

Zenit campeão
Apesar de ser considerado uma surpresa, o Zenit fez uma ótima campanha e mereceu ser campeão da Copa da UEFA. Ontem na final contra o Rangers, o time confirmou a boa campanha e venceu os escoceses por 2x0. Parabéns aos russos que já viram o CSKA dos brasileiros Vagner Love e Daniel Carvalho levantar a taça.

4 comentários:

Patrícia Gomes disse...

Então Renato, concordo contigo que no começo do Brasileirão nós apostamos num determinado time para ser campeão, só que no decorrer da temporada. Muitos clubes tem um início maravilhoso no Brasileirão, mas no meio do ano sofre um desmache de seu elenco para clubes europeus, oque muda todo seu desempanho no restante da competição. Talvez a solução seria mesmo adequar nosso calendário ao do futebol europeu, ao menos assim teriámos chances se preparar um pouco melhor, com os jogadores que restam aos clubes, e não perdê-los durante o ano.

Tiago Pereira disse...

Realmente quem repõe melhor suas perdas é que consegue fazer melhor figura no torneio.
Times com possibilidade de vencer o campeonato, veem suas chances se esvairem graças ao dinheiro europeu,enfraquecendo o elenco e deixando aqui apenas o refugo.

Rodolfo Fonseca disse...

Isso é inevitável!!!
Não há como fugirmos, caso continue dessa forma.
Boas sugestões de mudanças vc deu, Renato. Parabéns!!!

Paulo Cesar Cabral disse...

Também gostei das sugestões de mudança. Bem, Adriano já vai embora mesmo, mas Palmeiras e Corinthians que se preparem, pois Valdivia e André Santos deverão sofrer assédio de outros clubes europeus.

Não dá para negar que o Brasil é uma grande vitrine para a Europa, que sempre vem buscar aqui talentos, Alexandre Pato e Willian que o digam.